EI e EF I – Retorno às aulas presenciais

10/02/2021

Às famílias da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I,

Assuntos:

Detalhamento do plano de retorno às atividades presenciais

Rotinas de aula com a introdução das atividades presenciais

Protocolos e cuidados necessários para o retorno às atividades presenciais com segurança

A partir do momento em que as crianças inscritas começarem a frequentar as aulas no espaço da escola, nos dias de aula presencial de cada turma haverá uma duplicidade nas aulas oferecidas, de forma que enquanto parte do grupo estará na escola, a outra parte terá as mesmas aulas por videoconferência.

Um(a) dos(as) professores(as) estará na escola e o(a) outro(a) em casa, coordenando as atividades por videoconferência. Apenas os(as) professores(as) de grupo de risco, ou que moram com pessoas do grupo de risco, estarão sempre nas aulas por videoconferência, e os(as) demais se revezarão.

Teremos também profissionais atuando como auxiliares de apoio para cada dois grupos que estiverem na escola.

Uma criança que precisar faltar à escola por qualquer razão pode e deve frequentar as aulas por videoconferência, sempre que isso for possível. Assim, mesmo que ela pertença ao subgrupo que está na escola, deve entrar na videoconferência do outro subgrupo e será acolhida pelo(a) professor(a). Agradecemos se puderem nos avisar com antecedência pelos e-mails dos grupos.

Além das aulas presenciais e por videoconferência, as crianças continuarão recebendo propostas de atividade por e-book.

 

1. Detalhamento do plano de retorno às atividades presenciais

Seguem os quadros gerais das aulas presenciais, com a indicação de quais grupos estarão na escola a cada dia e considerações sobre algumas das aulas com especialistas.

 

a. Quadro geral das aulas presenciais

Para que possamos receber 35% dos(as) nossos(as) alunos(as) nas atividades presenciais mantendo o distanciamento de 1,5m nas salas de aula – bem como o revezamento de uso de parque, quadrinha e banheiros –, e simultaneamente propor atividades por videoconferência para quem estiver em casa, dividimos cada grupo em dois subgrupos e distribuímos as suas atividades ao longo da semana. Seguem os quadros coletivos que indicam quem estará na escola a cada dia. É importante observar que na semana de 22 a 26 de fevereiro iniciaremos com a rotina da SEMANA 2.

Quadro de aulas presenciais do período da manhã

Quadro de aulas presenciais do período da tarde

 

b. Aulas com especialistas

As aulas de Capoeira e Música permanecerão ocorrendo por videoconferência em função de termos professores de grupo de risco, assim como as aulas de Biblioteca, por ocorrerem no contra turno do dia do período integral, já que daremos prioridade para receber presencialmente as crianças do período regular.

As aulas de Artes, Educação Física e Inglês serão dadas em atividades presenciais e, no mesmo dia, também por videoconferência, de forma que quem estiver acompanhando as atividades sempre de casa terá o mesmo número de aulas de quem for à escola. Quem for à escola, por sua vez, terá, em cada uma dessas disciplinas, aula presencial em uma semana e aula por videoconferência na outra.

 

c. Algumas especificidades dessas aulas

Aulas de Capoeira

As aulas de Capoeira serão semanais e sempre por videoconferência.

Para GI e 1º ano, a rotina semanal prevê duas aulas, para os subgrupos A e B. Assim, quem estiver frequentando apenas as aulas online ou eventualmente faltar à atividade presencial no dia da segunda aula, fará duas aulas por semana.

Para 2º a 5º ano, a aula será no período integral e reunirá crianças de 2º e 3º ano e de 4º e 5º ano, escolha feita para que as aulas não comecem muito cedo nem terminem muito tarde, já que sabemos que esse dia acaba sendo cansativo.

Gostaríamos que as crianças comparecessem aos encontros usando roupa branca ou, na sua ausência, a roupa mais clara que possuírem.

Para quem tiver interesse, a Secretaria da escola pode fornecer, por telefone ou e-mail, o valor da camiseta de Capoeira da escola, bem como o contato de um fornecedor de calças de Capoeira.

Aulas de Biblioteca e Música

Mantivemos essas aulas quinzenais, com atividades quinzenais por e-book, para evitar uma rotina muito extensa, em termos de horários e compromissos, no dia do período integral.

Aulas de Educação Física

Para quem for fazer aula de Educação Física na escola, é imprescindível o uso de meia e tênis, além de roupa confortável, de malha ou moletom.

 

2. Rotinas de aulas com a introdução das atividades presenciais

Seguem, agora, os quadros de rotina de aulas por grupo.

GI e 1º ano: a partir de 22 de fevereiro
(COMEÇANDO NO DIA 22 COM A ROTINA DA SEMANA 2)

A partir desta data, nosso planejamento prevê que as crianças destes grupos passarão a ir à escola 2 vezes por semana, em dias fixos a serem definidos a partir da inscrição nas atividades presenciais que estão sendo feitas pelas famílias neste início de ano.

Seguem as rotinas previstas a partir desta data, que poderão passar por modificações caso encontremos propostas que façam mais sentido para os grupos.

Rotina de aulas GI-Manhã – a partir de 22 de fevereiro

Rotina de aulas GI-Tarde – a partir de 22 de fevereiro

Rotina de aulas 1º ano-Manhã – a partir de 22 de fevereiro

Rotina de aulas 1º ano-Tarde – a partir de 22 de fevereiro

 

2º a 5º ano: Rotinas de aula de 22 de fevereiro a 5 de março
(COMEÇANDO NO DIA 22 COM A ROTINA DA SEMANA 2)

As aulas presenciais serão introduzidas gradualmente para estes grupos. A partir do dia 22 de fevereiro, as crianças inscritas irão à escola uma vez por semana e, a partir do dia 8 de março, mais um dia quinzenalmente.

Seguem as rotinas de aulas para as duas primeiras semanas.

Rotina de aulas 2º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 2º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 3º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 3º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 4º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 4º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 5º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 5º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

 

2º a 5º ano: Rotinas de aula a partir de 8 de março
(COMEÇANDO NO DIA 8 COM A ROTINA DA SEMANA 2)

Rotina de aulas 2º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 2º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 3º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 3º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 4º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 4º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 5º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 5º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Pedimos atenção especial para dois aspectos:

    • Como a frequência às aulas presenciais começará a ocorrer na nossa terceira semana de aulas, a rotina da primeira semana de aulas presenciais é a que está nomeada como SEMANA 2. As datas de cada semana estão no início de cada quadro de rotina.
    • Lembramos também da nossa solicitação de que para que um(a) aluno(a) que não foi inscrito(a) para participar das aulas presenciais desde o seu início passe a frequentá-las, a escola precisa ser avisada com duas semanas de antecedência, de forma que possa se organizar para receber com segurança cada grupo. Essa comunicação deve ser formalizada pelo e-mail – secretaria@colegioequipe.g12.br.

 

3. Protocolos e cuidados necessários para o retorno às atividades presenciais com segurança

Condições para a frequência às aulas presenciais

A criança, bem como familiares e pessoas de seu convívio, deve estar em boas condições de saúde para frequentar as aulas presenciais. A condição é a mesma para todas as pessoas que trabalham na escola. Só isso poderá garantir que possamos cuidar uns dos outros em vez de propagar a COVID-19, para desta forma manter a nossa escola em funcionamento com segurança. Crianças de grupo de risco não devem frequentar a escola.

O ideal é que as crianças que frequentem as atividades presenciais na escola mantenham o isolamento em casa.

Contamos com a participação de cada família para um retorno responsável, que não propague a COVID-19 nem ponha em risco a nossa comunidade.

 

Sintomas da criança ou familiar que indicam que uma criança deverá ficar em casa, em isolamento

Em contrapartida, veja em que situações a criança não deverá ir à escola:

Se ela apresentar algum sintoma de gripe ou COVID-19, a saber:

    • coriza ou congestão nasal;
    • tosse ou dor de garganta;
    • febre ou calafrios;
    • dor de cabeça;
    • distúrbios olfativos ou gustativos.

Se alguma pessoa que convive com ela apresentar algum dos sintomas acima, ou ainda:

    • sonolência excessiva, irritabilidade, inapetência, perda dos sentidos (desmaio) ou confusão mental;
    • sintomas gastrointestinais (diarreia).

É condição para que escola e família possam confiar na segurança do convívio escolar que estas recomendações sejam rigorosamente respeitadas. Além disso, a comunicação efetiva permitirá uma rápida detecção de casos suspeitos a partir do primeiro sintoma. Ao ser descartada uma síndrome gripal pelo médico da família, a criança poderá retornar às atividades presenciais ou, em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19, o isolamento poderá ser instalado o mais precocemente possível.

 

Critérios para o isolamento e comunicação com a comunidade

    • Uma criança ou familiar com sintomas deve seguir a orientação do seu médico. A frequência à escola com algum sintoma, se associado a quadros alérgicos ou crônicos, só será possível com relatório médico.
    • Em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19, a pessoa com sintomas deve permanecer em isolamento por pelo menos 10 dias, ou mais, podendo retornar à escola desde que tenha melhora dos sintomas e não tenha febre nas últimas 24 horas. Será necessária apresentação de relatório médico para o retorno presencial.
    • As pessoas que tiveram contato com aquela que apresentou sintomas e esteve sob suspeita de síndrome gripal receberão comunicado da escola quanto ao contato com caso suspeito e deverão atentar para o aparecimento de sintomas por um período de 14 dias após o último contato; se apresentarem algum sintoma, deverão ficar em casa e a escola deve ser informada. Tais informações são necessárias para que se avalie se medidas adicionais de prevenção e controle serão necessárias, incluindo interrupção temporária de atividades presenciais no grupo afetado. Esperamos das famílias a mesma transparência e prontidão nas comunicações.
    • Contato(s) escolar(es) com um caso confirmado de COVID-19 deve(m) permanecer em isolamento por 14 dias a contar do último contato.
    • Em caso de surgimento de algum sintoma gripal ou de COVID-19 na escola, a criança será isolada em espaço designado para isto enquanto aguarda que um familiar ou responsável vá buscá-la.
    • Para isso, precisamos do compromisso das famílias de que qualquer sintoma ou confirmação de diagnóstico será imediatamente comunicado à escola pelos e-mails secretaria@colegioequipe.g12.br sempre com cópia para orientacao.ei.ef1@colegioequipe.g12.br.

 

Cuidados antes de sair de casa

    • As crianças que têm cabelos compridos devem estar com o cabelo preso para que ele não fique em contato com a máscara e para que elas não precisem tirá-lo do rosto.
    • As crianças não devem utilizar bijuterias nem adereços de metal, como relógios, colares, pulseiras ou anéis.
    • Cuidar da higienização da mochila e pertences pessoais e conferir se todos os materiais necessários estão sendo levados à escola, especialmente:
      • Garrafa de água já cheia e com tampa, e com uma segunda abertura para a reposição de água se necessário.
      • Três máscaras limpas acondicionadas em um saco específico. A máscara em uso e também as de reserva devem ficar bem ajustadas ao rosto da criança. Como rotina, as crianças trocarão de máscara depois do lanche, mas devem ter outras de reserva para o caso da que estiver em uso ficar úmida. É importante que aprendam a colocar e tirar a máscara tocando apenas em suas alças.
      • 1 saco reserva para serem acondicionadas as máscaras usadas, que deverão ser descartadas ou higienizadas em casa. É importante identificar os sacos para máscaras limpas e para máscaras usadas.
      • Lancheira com lanche pronto para consumo e que permita o máximo de autonomia no manuseio.
      • Agenda e outros materiais para as aulas a partir da orientação das professoras e dos professores. As crianças serão orientadas a não compartilhar materiais, nem deixar nada na escola.
      • Uma muda de roupa para as crianças pequenas.

 

Procedimentos de entrada na escola

    • A pontualidade é condição para a organização da rotina, já que teremos diferentes grupos entrando de 15 em 15 minutos e não teremos professores designados para ficar com as crianças antes ou depois do horário, já que isso acaba gerando aglomeração. Pedimos que cheguem à escola sempre um pouco antes e esperem o horário do grupo para se dirigirem ao portão.
    • Pedimos que crianças e responsáveis mantenham distanciamento de pelo menos 1 metro na entrada, evitando aglomeração.
    • Caso a família tenha utilizado transporte público para chegar à escola, pedimos que a máscara da criança seja trocada por uma limpa antes do ingresso no espaço escolar.
    • Na entrada da escola, a temperatura será aferida e crianças e adultos devem higienizar as mãos com álcool 70%, bem como passar por um tapete higienizante.
    • A pessoa que levar a criança à escola poderá entrar com ela apenas no período de adaptação, para GI e 1º ano, ou no primeiro dia de aula, para 2º a 5º ano, utilizando máscara e mantendo o distanciamento. Depois, pedimos que deixem as crianças no portão, para que possamos manter a organização e os protocolos.

 

Protocolos de segurança e cuidado durante a permanência na escola

    • As crianças serão orientadas a ficar com máscara e deverão tirá-la apenas para beber água e tomar lanche, o que deverá ocorrer em silêncio. Pedimos que conversem com elas sobre isso.
    • As professoras usarão máscara e quem trabalha com crianças pequenas, também, opcionalmente, um escudo facial.
    • Os espaços e materiais que serão utilizados estarão prévia e devidamente higienizados.
    • As carteiras estarão dispostas com distanciamento de 1 metro e meio e nossa orientação será para que as crianças mantenham o distanciamento de pelo menos 1 metro em todas as situações.
    • As crianças serão orientadas a lavar as mãos ou higienizá-las com frequência, antes e depois de comer e de mexer em suas máscaras. Serão orientadas também a não tocar na boca, no nariz e nos olhos sem antes e depois higienizar as mãos.
    • Os protocolos de segurança e cuidado serão abordados com as crianças não apenas como regras, mas como conteúdos de aprendizagem, para que elas compreendam suas razões e eles possam adquirir, para além das restrições que nos impõem, o significado de um real cuidado consigo e com os outros que é não apenas necessário, mas sinal de respeito mútuo e valor à vida.

 

Procedimentos de saída da escola

    • Lembrem-se da pontualidade e do distanciamento, fundamentais para uma organização que propicie segurança.
    • A princípio, a pessoa que for buscar a criança não deve entrar na escola. Estamos prevendo encaminhar as crianças ao portão gradualmente, mas ainda vamos avaliar a forma mais segura de proceder no horário da saída e retomamos com vocês se necessário.

Estamos sempre à disposição para dúvidas ou sugestões pelo e-mail da orientação.

Um abraço,

 

Adriana Mangabeira, Ana Marotto, Flávio Cidade, Joana Elkis, Leonardo Golodne, Luciana Gamero, Rita de Oliveira e Sheila Valezi

Equipe de Orientação

Educação Infantil e Ensino Fundamental I

EI e EF I – Retorno às aulas presenciais

10/02/2021

Às famílias da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I,

Assuntos:

Detalhamento do plano de retorno às atividades presenciais

Rotinas de aula com a introdução das atividades presenciais

Protocolos e cuidados necessários para o retorno às atividades presenciais com segurança

A partir do momento em que as crianças inscritas começarem a frequentar as aulas no espaço da escola, nos dias de aula presencial de cada turma haverá uma duplicidade nas aulas oferecidas, de forma que enquanto parte do grupo estará na escola, a outra parte terá as mesmas aulas por videoconferência.

Um(a) dos(as) professores(as) estará na escola e o(a) outro(a) em casa, coordenando as atividades por videoconferência. Apenas os(as) professores(as) de grupo de risco, ou que moram com pessoas do grupo de risco, estarão sempre nas aulas por videoconferência, e os(as) demais se revezarão.

Teremos também profissionais atuando como auxiliares de apoio para cada dois grupos que estiverem na escola.

Uma criança que precisar faltar à escola por qualquer razão pode e deve frequentar as aulas por videoconferência, sempre que isso for possível. Assim, mesmo que ela pertença ao subgrupo que está na escola, deve entrar na videoconferência do outro subgrupo e será acolhida pelo(a) professor(a). Agradecemos se puderem nos avisar com antecedência pelos e-mails dos grupos.

Além das aulas presenciais e por videoconferência, as crianças continuarão recebendo propostas de atividade por e-book.

 

1. Detalhamento do plano de retorno às atividades presenciais

Seguem os quadros gerais das aulas presenciais, com a indicação de quais grupos estarão na escola a cada dia e considerações sobre algumas das aulas com especialistas.

 

a. Quadro geral das aulas presenciais

Para que possamos receber 35% dos(as) nossos(as) alunos(as) nas atividades presenciais mantendo o distanciamento de 1,5m nas salas de aula – bem como o revezamento de uso de parque, quadrinha e banheiros –, e simultaneamente propor atividades por videoconferência para quem estiver em casa, dividimos cada grupo em dois subgrupos e distribuímos as suas atividades ao longo da semana. Seguem os quadros coletivos que indicam quem estará na escola a cada dia. É importante observar que na semana de 22 a 26 de fevereiro iniciaremos com a rotina da SEMANA 2.

Quadro de aulas presenciais do período da manhã

Quadro de aulas presenciais do período da tarde

 

b. Aulas com especialistas

As aulas de Capoeira e Música permanecerão ocorrendo por videoconferência em função de termos professores de grupo de risco, assim como as aulas de Biblioteca, por ocorrerem no contra turno do dia do período integral, já que daremos prioridade para receber presencialmente as crianças do período regular.

As aulas de Artes, Educação Física e Inglês serão dadas em atividades presenciais e, no mesmo dia, também por videoconferência, de forma que quem estiver acompanhando as atividades sempre de casa terá o mesmo número de aulas de quem for à escola. Quem for à escola, por sua vez, terá, em cada uma dessas disciplinas, aula presencial em uma semana e aula por videoconferência na outra.

 

c. Algumas especificidades dessas aulas

Aulas de Capoeira

As aulas de Capoeira serão semanais e sempre por videoconferência.

Para GI e 1º ano, a rotina semanal prevê duas aulas, para os subgrupos A e B. Assim, quem estiver frequentando apenas as aulas online ou eventualmente faltar à atividade presencial no dia da segunda aula, fará duas aulas por semana.

Para 2º a 5º ano, a aula será no período integral e reunirá crianças de 2º e 3º ano e de 4º e 5º ano, escolha feita para que as aulas não comecem muito cedo nem terminem muito tarde, já que sabemos que esse dia acaba sendo cansativo.

Gostaríamos que as crianças comparecessem aos encontros usando roupa branca ou, na sua ausência, a roupa mais clara que possuírem.

Para quem tiver interesse, a Secretaria da escola pode fornecer, por telefone ou e-mail, o valor da camiseta de Capoeira da escola, bem como o contato de um fornecedor de calças de Capoeira.

Aulas de Biblioteca e Música

Mantivemos essas aulas quinzenais, com atividades quinzenais por e-book, para evitar uma rotina muito extensa, em termos de horários e compromissos, no dia do período integral.

Aulas de Educação Física

Para quem for fazer aula de Educação Física na escola, é imprescindível o uso de meia e tênis, além de roupa confortável, de malha ou moletom.

 

2. Rotinas de aulas com a introdução das atividades presenciais

Seguem, agora, os quadros de rotina de aulas por grupo.

GI e 1º ano: a partir de 22 de fevereiro
(COMEÇANDO NO DIA 22 COM A ROTINA DA SEMANA 2)

A partir desta data, nosso planejamento prevê que as crianças destes grupos passarão a ir à escola 2 vezes por semana, em dias fixos a serem definidos a partir da inscrição nas atividades presenciais que estão sendo feitas pelas famílias neste início de ano.

Seguem as rotinas previstas a partir desta data, que poderão passar por modificações caso encontremos propostas que façam mais sentido para os grupos.

Rotina de aulas GI-Manhã – a partir de 22 de fevereiro

Rotina de aulas GI-Tarde – a partir de 22 de fevereiro

Rotina de aulas 1º ano-Manhã – a partir de 22 de fevereiro

Rotina de aulas 1º ano-Tarde – a partir de 22 de fevereiro

 

2º a 5º ano: Rotinas de aula de 22 de fevereiro a 5 de março
(COMEÇANDO NO DIA 22 COM A ROTINA DA SEMANA 2)

As aulas presenciais serão introduzidas gradualmente para estes grupos. A partir do dia 22 de fevereiro, as crianças inscritas irão à escola uma vez por semana e, a partir do dia 8 de março, mais um dia quinzenalmente.

Seguem as rotinas de aulas para as duas primeiras semanas.

Rotina de aulas 2º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 2º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 3º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 3º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 4º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 4º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 5º ano-Manhã – de 22 de fevereiro a 5 de março

Rotina de aulas 5º ano-Tarde – de 22 de fevereiro a 5 de março

 

2º a 5º ano: Rotinas de aula a partir de 8 de março
(COMEÇANDO NO DIA 8 COM A ROTINA DA SEMANA 2)

Rotina de aulas 2º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 2º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 3º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 3º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 4º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 4º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 5º ano-Manhã – a partir de 8 de março

Rotina de aulas 5º ano-Tarde – a partir de 8 de março

Pedimos atenção especial para dois aspectos:

    • Como a frequência às aulas presenciais começará a ocorrer na nossa terceira semana de aulas, a rotina da primeira semana de aulas presenciais é a que está nomeada como SEMANA 2. As datas de cada semana estão no início de cada quadro de rotina.
    • Lembramos também da nossa solicitação de que para que um(a) aluno(a) que não foi inscrito(a) para participar das aulas presenciais desde o seu início passe a frequentá-las, a escola precisa ser avisada com duas semanas de antecedência, de forma que possa se organizar para receber com segurança cada grupo. Essa comunicação deve ser formalizada pelo e-mail – secretaria@colegioequipe.g12.br.

 

3. Protocolos e cuidados necessários para o retorno às atividades presenciais com segurança

Condições para a frequência às aulas presenciais

A criança, bem como familiares e pessoas de seu convívio, deve estar em boas condições de saúde para frequentar as aulas presenciais. A condição é a mesma para todas as pessoas que trabalham na escola. Só isso poderá garantir que possamos cuidar uns dos outros em vez de propagar a COVID-19, para desta forma manter a nossa escola em funcionamento com segurança. Crianças de grupo de risco não devem frequentar a escola.

O ideal é que as crianças que frequentem as atividades presenciais na escola mantenham o isolamento em casa.

Contamos com a participação de cada família para um retorno responsável, que não propague a COVID-19 nem ponha em risco a nossa comunidade.

 

Sintomas da criança ou familiar que indicam que uma criança deverá ficar em casa, em isolamento

Em contrapartida, veja em que situações a criança não deverá ir à escola:

Se ela apresentar algum sintoma de gripe ou COVID-19, a saber:

    • coriza ou congestão nasal;
    • tosse ou dor de garganta;
    • febre ou calafrios;
    • dor de cabeça;
    • distúrbios olfativos ou gustativos.

Se alguma pessoa que convive com ela apresentar algum dos sintomas acima, ou ainda:

    • sonolência excessiva, irritabilidade, inapetência, perda dos sentidos (desmaio) ou confusão mental;
    • sintomas gastrointestinais (diarreia).

É condição para que escola e família possam confiar na segurança do convívio escolar que estas recomendações sejam rigorosamente respeitadas. Além disso, a comunicação efetiva permitirá uma rápida detecção de casos suspeitos a partir do primeiro sintoma. Ao ser descartada uma síndrome gripal pelo médico da família, a criança poderá retornar às atividades presenciais ou, em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19, o isolamento poderá ser instalado o mais precocemente possível.

 

Critérios para o isolamento e comunicação com a comunidade

    • Uma criança ou familiar com sintomas deve seguir a orientação do seu médico. A frequência à escola com algum sintoma, se associado a quadros alérgicos ou crônicos, só será possível com relatório médico.
    • Em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19, a pessoa com sintomas deve permanecer em isolamento por pelo menos 10 dias, ou mais, podendo retornar à escola desde que tenha melhora dos sintomas e não tenha febre nas últimas 24 horas. Será necessária apresentação de relatório médico para o retorno presencial.
    • As pessoas que tiveram contato com aquela que apresentou sintomas e esteve sob suspeita de síndrome gripal receberão comunicado da escola quanto ao contato com caso suspeito e deverão atentar para o aparecimento de sintomas por um período de 14 dias após o último contato; se apresentarem algum sintoma, deverão ficar em casa e a escola deve ser informada. Tais informações são necessárias para que se avalie se medidas adicionais de prevenção e controle serão necessárias, incluindo interrupção temporária de atividades presenciais no grupo afetado. Esperamos das famílias a mesma transparência e prontidão nas comunicações.
    • Contato(s) escolar(es) com um caso confirmado de COVID-19 deve(m) permanecer em isolamento por 14 dias a contar do último contato.
    • Em caso de surgimento de algum sintoma gripal ou de COVID-19 na escola, a criança será isolada em espaço designado para isto enquanto aguarda que um familiar ou responsável vá buscá-la.
    • Para isso, precisamos do compromisso das famílias de que qualquer sintoma ou confirmação de diagnóstico será imediatamente comunicado à escola pelos e-mails secretaria@colegioequipe.g12.br sempre com cópia para orientacao.ei.ef1@colegioequipe.g12.br.

 

Cuidados antes de sair de casa

    • As crianças que têm cabelos compridos devem estar com o cabelo preso para que ele não fique em contato com a máscara e para que elas não precisem tirá-lo do rosto.
    • As crianças não devem utilizar bijuterias nem adereços de metal, como relógios, colares, pulseiras ou anéis.
    • Cuidar da higienização da mochila e pertences pessoais e conferir se todos os materiais necessários estão sendo levados à escola, especialmente:
      • Garrafa de água já cheia e com tampa, e com uma segunda abertura para a reposição de água se necessário.
      • Três máscaras limpas acondicionadas em um saco específico. A máscara em uso e também as de reserva devem ficar bem ajustadas ao rosto da criança. Como rotina, as crianças trocarão de máscara depois do lanche, mas devem ter outras de reserva para o caso da que estiver em uso ficar úmida. É importante que aprendam a colocar e tirar a máscara tocando apenas em suas alças.
      • 1 saco reserva para serem acondicionadas as máscaras usadas, que deverão ser descartadas ou higienizadas em casa. É importante identificar os sacos para máscaras limpas e para máscaras usadas.
      • Lancheira com lanche pronto para consumo e que permita o máximo de autonomia no manuseio.
      • Agenda e outros materiais para as aulas a partir da orientação das professoras e dos professores. As crianças serão orientadas a não compartilhar materiais, nem deixar nada na escola.
      • Uma muda de roupa para as crianças pequenas.

 

Procedimentos de entrada na escola

    • A pontualidade é condição para a organização da rotina, já que teremos diferentes grupos entrando de 15 em 15 minutos e não teremos professores designados para ficar com as crianças antes ou depois do horário, já que isso acaba gerando aglomeração. Pedimos que cheguem à escola sempre um pouco antes e esperem o horário do grupo para se dirigirem ao portão.
    • Pedimos que crianças e responsáveis mantenham distanciamento de pelo menos 1 metro na entrada, evitando aglomeração.
    • Caso a família tenha utilizado transporte público para chegar à escola, pedimos que a máscara da criança seja trocada por uma limpa antes do ingresso no espaço escolar.
    • Na entrada da escola, a temperatura será aferida e crianças e adultos devem higienizar as mãos com álcool 70%, bem como passar por um tapete higienizante.
    • A pessoa que levar a criança à escola poderá entrar com ela apenas no período de adaptação, para GI e 1º ano, ou no primeiro dia de aula, para 2º a 5º ano, utilizando máscara e mantendo o distanciamento. Depois, pedimos que deixem as crianças no portão, para que possamos manter a organização e os protocolos.

 

Protocolos de segurança e cuidado durante a permanência na escola

    • As crianças serão orientadas a ficar com máscara e deverão tirá-la apenas para beber água e tomar lanche, o que deverá ocorrer em silêncio. Pedimos que conversem com elas sobre isso.
    • As professoras usarão máscara e quem trabalha com crianças pequenas, também, opcionalmente, um escudo facial.
    • Os espaços e materiais que serão utilizados estarão prévia e devidamente higienizados.
    • As carteiras estarão dispostas com distanciamento de 1 metro e meio e nossa orientação será para que as crianças mantenham o distanciamento de pelo menos 1 metro em todas as situações.
    • As crianças serão orientadas a lavar as mãos ou higienizá-las com frequência, antes e depois de comer e de mexer em suas máscaras. Serão orientadas também a não tocar na boca, no nariz e nos olhos sem antes e depois higienizar as mãos.
    • Os protocolos de segurança e cuidado serão abordados com as crianças não apenas como regras, mas como conteúdos de aprendizagem, para que elas compreendam suas razões e eles possam adquirir, para além das restrições que nos impõem, o significado de um real cuidado consigo e com os outros que é não apenas necessário, mas sinal de respeito mútuo e valor à vida.

 

Procedimentos de saída da escola

    • Lembrem-se da pontualidade e do distanciamento, fundamentais para uma organização que propicie segurança.
    • A princípio, a pessoa que for buscar a criança não deve entrar na escola. Estamos prevendo encaminhar as crianças ao portão gradualmente, mas ainda vamos avaliar a forma mais segura de proceder no horário da saída e retomamos com vocês se necessário.

Estamos sempre à disposição para dúvidas ou sugestões pelo e-mail da orientação.

Um abraço,

 

Adriana Mangabeira, Ana Marotto, Flávio Cidade, Joana Elkis, Leonardo Golodne, Luciana Gamero, Rita de Oliveira e Sheila Valezi

Equipe de Orientação

Educação Infantil e Ensino Fundamental I

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021