Live: Pandemia e Desigualdade – Os desafios do SUS

04/05/2020

Car@s Amig@s,

Na próxima quarta-feira, 6 de maio, às 20h, o Instituto Equipe Cultura e Cidadania, em conjunto com o Colégio Equipe, dará continuidade ao ciclo de eventos sobre a pandemia e a desigualdade no Brasil e desta vez o tema será “Os desafios do SUS”.

Como se sabe, o Brasil possui uma das legislações mais avançadas do mundo quando o tema é a saúde pública. A Constituição Federal de 1988 em seu Art. 196 diz: “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.” Dois Artigos seguintes, os de número 198 e 200, ordenam a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) e estabelecem diretrizes, atribuições e responsabilidades entre os diferentes entes da nação: união, estados e municípios. Mais tarde, em 2000, uma emenda à Constituição estabeleceu a vinculação de percentuais mínimos de recursos orçamentários a serem aplicados em serviços públicos de saúde.

Não obstante essa legislação avançada, o que temos assistido ao longo dos últimos anos é uma tentativa de desmonte da saúde pública, além de um forte discurso privatista. Diante do que estamos vivendo, muitas perguntas se colocam: O Brasil tem condições de lidar com a pandemia? Como é a atuação do SUS em estados menos ricos? O orçamento do SUS é suficiente? O que precisa mudar urgentemente para o estado brasileiro enfrentar a pandemia e suas consequências na área da saúde?

Essas e outras questões serão abordadas no debate de quarta-feira, 06/05, que contará com a participação de Raul Borges Guimarães e de Lumena Furtado. Raul é geógrafo, coordenador do Laboratório de Biogeografia e Geografia da Saúde, professor da Unesp, foi aluno e professor do Equipe. Atualmente participa de importante trabalho cartográfico sobre a pandemia de COVID-19. Lumena é psicóloga,professora da Faculdade de Medicina, Departamento de Medicina Preventiva da Unifespe foiSecretária de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde na gestão Dilma Rousseff. Contaremos com o professor de geografia do Colégio Equipe, Antônio Carlos de Carvalho, na mediação dessa conversa.

Ao final, como de costume, teremos a presença de boa música. Desta vez, o convidado é o acordeonista, compositor e arranjador Toninho Ferragutti. Toninho é um dos músicos instrumentais mais reconhecidos de sua geração, possui dez trabalhos autorais lançados, sendo dois deles indicados ao Grammy Latino, além de ter diversas participações em produções de outros artistas.

Para acompanhar o debate, basta acessar o link.

Esperamos por vocês!

 

Instituto Equipe Cultura e Cidadania

Colégio Equipe

Live: Pandemia e Desigualdade – Os desafios do SUS

04/05/2020

Car@s Amig@s,

Na próxima quarta-feira, 6 de maio, às 20h, o Instituto Equipe Cultura e Cidadania, em conjunto com o Colégio Equipe, dará continuidade ao ciclo de eventos sobre a pandemia e a desigualdade no Brasil e desta vez o tema será “Os desafios do SUS”.

Como se sabe, o Brasil possui uma das legislações mais avançadas do mundo quando o tema é a saúde pública. A Constituição Federal de 1988 em seu Art. 196 diz: “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.” Dois Artigos seguintes, os de número 198 e 200, ordenam a criação do Sistema Único de Saúde (SUS) e estabelecem diretrizes, atribuições e responsabilidades entre os diferentes entes da nação: união, estados e municípios. Mais tarde, em 2000, uma emenda à Constituição estabeleceu a vinculação de percentuais mínimos de recursos orçamentários a serem aplicados em serviços públicos de saúde.

Não obstante essa legislação avançada, o que temos assistido ao longo dos últimos anos é uma tentativa de desmonte da saúde pública, além de um forte discurso privatista. Diante do que estamos vivendo, muitas perguntas se colocam: O Brasil tem condições de lidar com a pandemia? Como é a atuação do SUS em estados menos ricos? O orçamento do SUS é suficiente? O que precisa mudar urgentemente para o estado brasileiro enfrentar a pandemia e suas consequências na área da saúde?

Essas e outras questões serão abordadas no debate de quarta-feira, 06/05, que contará com a participação de Raul Borges Guimarães e de Lumena Furtado. Raul é geógrafo, coordenador do Laboratório de Biogeografia e Geografia da Saúde, professor da Unesp, foi aluno e professor do Equipe. Atualmente participa de importante trabalho cartográfico sobre a pandemia de COVID-19. Lumena é psicóloga,professora da Faculdade de Medicina, Departamento de Medicina Preventiva da Unifespe foiSecretária de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde na gestão Dilma Rousseff. Contaremos com o professor de geografia do Colégio Equipe, Antônio Carlos de Carvalho, na mediação dessa conversa.

Ao final, como de costume, teremos a presença de boa música. Desta vez, o convidado é o acordeonista, compositor e arranjador Toninho Ferragutti. Toninho é um dos músicos instrumentais mais reconhecidos de sua geração, possui dez trabalhos autorais lançados, sendo dois deles indicados ao Grammy Latino, além de ter diversas participações em produções de outros artistas.

Para acompanhar o debate, basta acessar o link.

Esperamos por vocês!

 

Instituto Equipe Cultura e Cidadania

Colégio Equipe

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021