EFII – 6° Ano – Pasta vermelha

30/10/2020

Queridas famílias de alunas e alunos do 6º ano

Conforme combinamos na reunião de pais, segue o roteiro de trabalho da Pasta Vermelha, apresentado aos alunos em aula, e uma lista de todas as atividades pedidas até o momento nas diferentes disciplinas para o projeto. Além dessas atividades dirigidas, incentivamos que os estudantes criem livremente outros elementos que possam compor seus mundos. Esperamos que este compilado ajude no acompanhamento do trabalho e na organização dos seus filhos e filhas.

Abraço a todos e todas,

 

Equipe pedagógica do 6º ano

 

1. Mito de origem (Sala de Português)

A partir dos mitos contados pelo Caio na aula e da música da Björk, “Cosmogony” (https://youtube.com/watch?v=4W0TjL1QaFQ), que ele trabalhou na aula de Teatro, a partir dos mitos gregos já sabidos por você e também do seu repertório, você deve contar uma história de criação do seu mundo. Pense em um elemento primordial relacionado com cada um dos sentidos (tato, olfato, paladar, audição, visão). Esse é um elemento forte no mundo de vocês, ou na origem do mundo de vocês. A partir desses elementos, e da sua lista de desejos para o seu mundo, escreva um mito de origem! Lembre-se: mitos de origem geralmente explicam várias das características desse mundo. Ah! E o seu mito ou narrativa de origem não precisa envolver deuses ou deusas ou seres mágicos, pode simplesmente envolver elementos da natureza, matéria, comportamento de partículas e forças naturais, como a narrativa do Big Bang, também contada pela Björk.

Formato: escreva o seu mito em uma folha solta. Capriche. Pense em um título muito bacana, uma letra bacana, uma caligrafia bonita. Aos poucos, você irá criar uma estética para a sua pasta vermelha, que envolve um tipo de folha, um tipo de letra para títulos, uma paleta de cores, desenhos, materiais que você usará. Tire uma boa foto, na vertical, e poste aqui!

 

2. Exercício do zoom (Sala de Português)

Você deve, além de reservar meia hora por dia para trabalhar na sua pasta vermelha (sim! MEIA HORA POR DIA! Pode descansar aos domingos), fazer um exercício de Zoom. Como assim? Você deve começar a sua descrição de longe, como quem estivesse vendo de uma nave espacial o seu planeta (ou terra, ou ilha ou o que quer que você tenha inventado), inteiro. O astronauta que viu a nossa Terra, falou que era uma bolinha azul. Que com o polegar ele podia cobrir toda essa bolinha. Aí você vai para um pouco mais perto. Escolha um ponto. Está chegando. Está no céu, mas ainda não aterrissou.

O que se vê? Quais as cores, texturas? Aí você vai para mais perto ainda. Como se você estivesse em um balão, vendo o seu mundo de um balão. O que iria aparecer? Rios? Florestas? Campos de flores? Nada, porque tudo é muito poluído e cinza? Seria possível ouvir sons? Sentir cheiros? Dá vontade de parar em algum lugar para ver como é? Pois é, agora você desceu. Está ao pé do chão. Desse lugar específico. O que você vê? Como é esse lugar, específico, visto bem de perto? E agora? Agora, você vai focar em algum ser vivo que habita esse lugar. Pode ser, por exemplo, a lesmamama. A lesmamama é um animal semelhante à lesma, mas que é capaz de ler o pensamento de todos os seres que estão a sua volta. Ela tem o comprimento de um braço humano adulto, e não é muito convidativa a quem a vê, principalmente por causa de sua cor, um bege apagado, e por causa de sua textura, gelatinosa, pegajosa, grudenta. Por onde passa, ela deixa um rastro semelhante a um slime mal feito que esparramou pelo chão. A lesmamama se alimenta das folhas, fungos que caem da floresta viva, mas gosta mesmo é dos besouros faladores. Você deve fazer com capricho, ilustrar e fotografar o resultado final!

 

3. Descrição de uma espécie ou ser (Sala de Português)

Se você fez seu Zoom direitinho, ele deve ter chegado até uma espécie ou ser. Agora abra uma nova página e dedique-a à descrição pormenorizada sobre essa espécie ou ser. Por que espécie ou ser? Os Hobbits são uma espécie. Os gigantes são uma espécie. Os Orcs são uma espécie. Os elfos. As sereias, e assim por diante. Aí eu posso ter um único ser, singular e único da sua espécie, como o Frodo ou o Bilbo. Vamos privilegiar as espécies, e espécies têm: ciclo de vida, sistema de reprodução, fontes de alimento, um lugar na cadeia alimentar, habitat natural, linguagem ( mesmo que rudimentar), ou meios de comunicação, modo de vida, cultura, calendários, hábitos e modos de viver. E o que mais você quiser contar. Em anexo [na atividade na sala de aula de Português], a descrição de algumas espécies de seres incríveis feitas pelo grande escritor argentino Jorge Luis Borges, em seu O livro dos seres imaginários. Talvez você tenha esse livro em sua biblioteca!

 

4. Um novo ser (Sala de Português)

A partir da nossa brincadeira de Stop na aula, deve ter nascido pelo menos um novo ser para a sua Pasta Vermelha! Crie uma página bem bacana para ele ou ela, com ilustrações, um texto descritivo e suas características principais. A brincadeira serve também para mostrar que, enfim, às vezes, distraídos, brincando, ideias legais e divertidas podem vir! Bom trabalho!

 

5. Mapa geral do seu mundo (Sala de Geografia)

Durante a aula de Geografia, todas e todos iniciaram a produção do primeiro mapa geral da Pasta Vermelha. Lembrem-se das conversas sobre a importância dos mapas para a história que vocês estão criando nas suas pastas! O seu mapa deve comunicar as simbologias do seu mito de origem, deve se relacionar com as características dos seres que habitam esse lugar e também com a sua paisagem. Aproveitem a aula para iniciar o rascunho do mapa geral do seu mundo, fazer os testes dos desenhos e da legenda que você irá acrescentar! A legenda pode ser escrita no próprio mapa, ou pode ser listada ao lado do mapa, se não couber, você pode acrescentar a legenda em uma folha separada. Lembre que o mapa deve ter título, legenda, rosa dos ventos, fonte (autoria).

 

6. Descrição geral do mundo (Sala de Geografia)

Elaborar uma descrição bem detalhada, criativa e representativa das paisagens do mundo que você criou. Sua descrição deve ajudar o leitor a imaginar o espaço que você criou no mapa geral, para isso, procure acrescentar:

  1. Os cinco sentidos para a composição de lugares. A textura é um elemento super rico, o olfato, e os sons. A visão é o que mais se usa. O paladar também pode ser fonte de inspiração para muita gente.
  2. Diversidade e contrários, pensar sempre em coisas bem distantes e diferentes entre si, para não ficar na mesmice.
  3. Surpresas… tentar colocar elementos não esperados na composição, para enriquecer sua descrição.
  4. Detalhes, pois são eles que dão a graça para tudo na vida! É necessário elaborar uma primeira versão desse texto descritivo, compartilhe as suas dúvidas e pense ao longo da semana como enriquecer seu texto e escreva a versão final, de forma bem completa e detalhada. Essa versão deve ser feita na folha padronizada da sua pasta (a mesma do mito de criação), acrescente um título (descrição do mundo…) e capriche muito na letra e nas cores que você utilizará para elaborar esse texto.

Tamanho esperado da descrição do mundo: entre 10 e 15 linhas de uma folha monobloco ou o mesmo tamanho em sulfite. Tire uma foto e envie a versão final da sua descrição.

 

7. Mapas ampliados dos territórios do seu mundo (Sala de Geografia)

Escolha três territórios do seu mapa geral para mapear.

  • Crie um mapa ampliado para cada um desses espaços (ao todo você deverá entregar 3 mapas nessa atividade).
  • Com esses mapas ampliados você poderá acrescentar detalhes como caminhos, vegetação, rios, relevo, vilas, monumentos, templos, lugares importantes e suas características…
  • Esses mapas devem ter: título, legenda, rosa dos ventos e fonte. Caprichem nas cores, contornos e pintura dos seus mapas! Na sala de Geografia, encontre o PPT apresentado na aula com as informações para o cálculo da escala do mapa geral.

 

8. O infinito do seu mundo (Sala de Projetos)

Depois da aula especial com Mauro e Caio, em que vocês pensaram no céu, no infinito ou no “muito longe” dos seus mundos, ficam as seguintes encomendas:

Vocês farão duas páginas das suas pastas.

Página 1: Um desenho muito lindo do céu, ou do infinito do seu mundo.

Usem lápis de cor, giz, tinta, colagens e o que mais acharem que vai ajudar a ficar MUITO LINDO. Desenhem as partes desse céu ou desse infinito.

Que formas estão lá? Os seres imaginam desenhos no céu? Os desenhos representam heróis, deuses, alimentos, animais, plantas?

Página 2: Um texto no estilo da sua pasta, pensando nas margens da página, iluminuras e com a letra muito caprichada respondendo às seguintes perguntas:

1) Como é o infinito, céu ou o “muito longe” no seu mundo?

2) Por que ele é assim?

3) Como esse infinito se relaciona com seu mito de origem?

O texto não é pra ser um questionário. É para ser um texto só que consegue contar as respostas dessas três perguntas misturadas com o que mais vocês acharem que vale a pena contar. Postem fotos das páginas.

Se quiserem, leiam o mito da Flor da Noite para se inspirarem ( na atividade da sala de aula).

 

9. Paisagem (Sala de Artes Visuais)

Desenhe uma paisagem do universo criado para a sua Pasta Vermelha.

1. Escolha algum lugar dentro desse universo e procure desenhá-lo colocando o máximo de detalhes que conseguir. Imagine-se como um observador dessa paisagem, pense onde você estará posicionado em relação a ela, seja avistando-a de cima, do mesmo ângulo, ou de baixo. Faça um desenho em que aparece a ideia dos vários planos que a compõem, um plano mais próximo ao observador (você) e outros mais distantes. Procure desenhar um enquadramento bem aberto, para que você consiga trazer mais elementos para a sua composição.

2. Para finalizar este trabalho você poderá usar os materiais fornecidos pela escola no seu kit de artes. A aquarela pode ser uma boa opção para pintar o seu desenho, mas se preferir também pode usar outros materiais.

3. Se optar por pintar em aquarela, assista aos vídeos abaixo para conhecer melhor a técnica e te ajudar a usar o material.

https://www.youtube.com/watch?v=iXD2w2-iUtQ

https://www.youtube.com/watch?v=SQW3Aj0S_7s&feature=emb_logo

4. Ao final, fotografe seu trabalho e entregue na sala de aula.

 

10. Paisagem com seres ( Sala de Artes Visuais)

Agora nos dedicaremos a uma segunda produção de Artes para a Pasta Vermelha. Conforme conversamos em aula, esse próximo trabalho será a criação de uma paisagem com a presença de algum ou alguns dos seres criados por vocês.

Seu ser deve aparecer de forma bem perceptível no ambiente, procure retratá-lo com riqueza de detalhes. Para elaboras esse trabalho, você deverá usar diferentes técnicas como por exemplo a colagem de papéis coloridos, além do desenho e da pintura, atendendo o conceito de técnica mista, ou seja, mais do que uma técnica em um mesmo suporte (papel). Procure explorar os materiais que vieram no seu kit de Artes.

Lembre-se de que tanto para sua Paisagem, quanto para o trabalho Paisagem com seres é preciso ter boa solução de acabamento, ou seja, serem desenhos bem elaborados, com a noção de vários planos e finalizado com técnicas de pintura, além de ter uma boa definição dos contornos.

Ao final do seu trabalho, fotografe sua produção e suba sua foto na sala de aula.

10. Um monumento para seu mundo (Sala de Projetos)

1. Depois de refletir sobre o papel dos Monumentos como objetos de memória, você irá se colocar na tarefa de pensar um monumento para os seres do mundo criado em sua Pasta Vermelha. Você escreverá uma carta para convencer as autoridades desse lugar a realizar sua ideia de monumento. Para isso, seu texto deve responder às seguintes perguntas:

a. Qual é o fato ou personagem a ser homenageado?

b. Por que este fato ou personagem merece ser homenageado?

c. Onde ficará essa homenagem?

d. Que artistas foram chamados para pensar e executar a homenagem (pensando que se trata de um trabalho artístico também)?

e. Que símbolos ele deve ter?

h. Dê um nome para seu monumento.

Não se esqueça de começar sua carta com um cabeçalho com a data e local de onde você está escrevendo (planeta tal, na data que faça sentido para você aí); e o destinatário dessa carta. Lembre-se também que o destinatário será a pessoa ou o grupo de pessoas que irá decidir se aceita ou não receber esse monumento.

2. Com a carta que justifica sua ideia de monumento, vocês irão produzir um modelo pra sua ideia. Esse modelo será feito em argila tentando representar num objeto tridimensional sua ideia elaborada anteriormente. Este modelo pode também ter um desenho, como um plano, que ajude você a produzir essa escultura de argila.

Prazo para postar foto da carta que justifica seu monumento e o modelo do monumento: 10/11

OBS: a produção do seu modelo em argila será orientada também pela professora Ana Luiza, de Artes.

 

11. Porta Vermelha ( Sala de Música)

A proposta ainda não foi lançada, mas estejam atentos!

EFII – 6° Ano – Pasta vermelha

30/10/2020

Queridas famílias de alunas e alunos do 6º ano

Conforme combinamos na reunião de pais, segue o roteiro de trabalho da Pasta Vermelha, apresentado aos alunos em aula, e uma lista de todas as atividades pedidas até o momento nas diferentes disciplinas para o projeto. Além dessas atividades dirigidas, incentivamos que os estudantes criem livremente outros elementos que possam compor seus mundos. Esperamos que este compilado ajude no acompanhamento do trabalho e na organização dos seus filhos e filhas.

Abraço a todos e todas,

 

Equipe pedagógica do 6º ano

 

1. Mito de origem (Sala de Português)

A partir dos mitos contados pelo Caio na aula e da música da Björk, “Cosmogony” (https://youtube.com/watch?v=4W0TjL1QaFQ), que ele trabalhou na aula de Teatro, a partir dos mitos gregos já sabidos por você e também do seu repertório, você deve contar uma história de criação do seu mundo. Pense em um elemento primordial relacionado com cada um dos sentidos (tato, olfato, paladar, audição, visão). Esse é um elemento forte no mundo de vocês, ou na origem do mundo de vocês. A partir desses elementos, e da sua lista de desejos para o seu mundo, escreva um mito de origem! Lembre-se: mitos de origem geralmente explicam várias das características desse mundo. Ah! E o seu mito ou narrativa de origem não precisa envolver deuses ou deusas ou seres mágicos, pode simplesmente envolver elementos da natureza, matéria, comportamento de partículas e forças naturais, como a narrativa do Big Bang, também contada pela Björk.

Formato: escreva o seu mito em uma folha solta. Capriche. Pense em um título muito bacana, uma letra bacana, uma caligrafia bonita. Aos poucos, você irá criar uma estética para a sua pasta vermelha, que envolve um tipo de folha, um tipo de letra para títulos, uma paleta de cores, desenhos, materiais que você usará. Tire uma boa foto, na vertical, e poste aqui!

 

2. Exercício do zoom (Sala de Português)

Você deve, além de reservar meia hora por dia para trabalhar na sua pasta vermelha (sim! MEIA HORA POR DIA! Pode descansar aos domingos), fazer um exercício de Zoom. Como assim? Você deve começar a sua descrição de longe, como quem estivesse vendo de uma nave espacial o seu planeta (ou terra, ou ilha ou o que quer que você tenha inventado), inteiro. O astronauta que viu a nossa Terra, falou que era uma bolinha azul. Que com o polegar ele podia cobrir toda essa bolinha. Aí você vai para um pouco mais perto. Escolha um ponto. Está chegando. Está no céu, mas ainda não aterrissou.

O que se vê? Quais as cores, texturas? Aí você vai para mais perto ainda. Como se você estivesse em um balão, vendo o seu mundo de um balão. O que iria aparecer? Rios? Florestas? Campos de flores? Nada, porque tudo é muito poluído e cinza? Seria possível ouvir sons? Sentir cheiros? Dá vontade de parar em algum lugar para ver como é? Pois é, agora você desceu. Está ao pé do chão. Desse lugar específico. O que você vê? Como é esse lugar, específico, visto bem de perto? E agora? Agora, você vai focar em algum ser vivo que habita esse lugar. Pode ser, por exemplo, a lesmamama. A lesmamama é um animal semelhante à lesma, mas que é capaz de ler o pensamento de todos os seres que estão a sua volta. Ela tem o comprimento de um braço humano adulto, e não é muito convidativa a quem a vê, principalmente por causa de sua cor, um bege apagado, e por causa de sua textura, gelatinosa, pegajosa, grudenta. Por onde passa, ela deixa um rastro semelhante a um slime mal feito que esparramou pelo chão. A lesmamama se alimenta das folhas, fungos que caem da floresta viva, mas gosta mesmo é dos besouros faladores. Você deve fazer com capricho, ilustrar e fotografar o resultado final!

 

3. Descrição de uma espécie ou ser (Sala de Português)

Se você fez seu Zoom direitinho, ele deve ter chegado até uma espécie ou ser. Agora abra uma nova página e dedique-a à descrição pormenorizada sobre essa espécie ou ser. Por que espécie ou ser? Os Hobbits são uma espécie. Os gigantes são uma espécie. Os Orcs são uma espécie. Os elfos. As sereias, e assim por diante. Aí eu posso ter um único ser, singular e único da sua espécie, como o Frodo ou o Bilbo. Vamos privilegiar as espécies, e espécies têm: ciclo de vida, sistema de reprodução, fontes de alimento, um lugar na cadeia alimentar, habitat natural, linguagem ( mesmo que rudimentar), ou meios de comunicação, modo de vida, cultura, calendários, hábitos e modos de viver. E o que mais você quiser contar. Em anexo [na atividade na sala de aula de Português], a descrição de algumas espécies de seres incríveis feitas pelo grande escritor argentino Jorge Luis Borges, em seu O livro dos seres imaginários. Talvez você tenha esse livro em sua biblioteca!

 

4. Um novo ser (Sala de Português)

A partir da nossa brincadeira de Stop na aula, deve ter nascido pelo menos um novo ser para a sua Pasta Vermelha! Crie uma página bem bacana para ele ou ela, com ilustrações, um texto descritivo e suas características principais. A brincadeira serve também para mostrar que, enfim, às vezes, distraídos, brincando, ideias legais e divertidas podem vir! Bom trabalho!

 

5. Mapa geral do seu mundo (Sala de Geografia)

Durante a aula de Geografia, todas e todos iniciaram a produção do primeiro mapa geral da Pasta Vermelha. Lembrem-se das conversas sobre a importância dos mapas para a história que vocês estão criando nas suas pastas! O seu mapa deve comunicar as simbologias do seu mito de origem, deve se relacionar com as características dos seres que habitam esse lugar e também com a sua paisagem. Aproveitem a aula para iniciar o rascunho do mapa geral do seu mundo, fazer os testes dos desenhos e da legenda que você irá acrescentar! A legenda pode ser escrita no próprio mapa, ou pode ser listada ao lado do mapa, se não couber, você pode acrescentar a legenda em uma folha separada. Lembre que o mapa deve ter título, legenda, rosa dos ventos, fonte (autoria).

 

6. Descrição geral do mundo (Sala de Geografia)

Elaborar uma descrição bem detalhada, criativa e representativa das paisagens do mundo que você criou. Sua descrição deve ajudar o leitor a imaginar o espaço que você criou no mapa geral, para isso, procure acrescentar:

  1. Os cinco sentidos para a composição de lugares. A textura é um elemento super rico, o olfato, e os sons. A visão é o que mais se usa. O paladar também pode ser fonte de inspiração para muita gente.
  2. Diversidade e contrários, pensar sempre em coisas bem distantes e diferentes entre si, para não ficar na mesmice.
  3. Surpresas… tentar colocar elementos não esperados na composição, para enriquecer sua descrição.
  4. Detalhes, pois são eles que dão a graça para tudo na vida! É necessário elaborar uma primeira versão desse texto descritivo, compartilhe as suas dúvidas e pense ao longo da semana como enriquecer seu texto e escreva a versão final, de forma bem completa e detalhada. Essa versão deve ser feita na folha padronizada da sua pasta (a mesma do mito de criação), acrescente um título (descrição do mundo…) e capriche muito na letra e nas cores que você utilizará para elaborar esse texto.

Tamanho esperado da descrição do mundo: entre 10 e 15 linhas de uma folha monobloco ou o mesmo tamanho em sulfite. Tire uma foto e envie a versão final da sua descrição.

 

7. Mapas ampliados dos territórios do seu mundo (Sala de Geografia)

Escolha três territórios do seu mapa geral para mapear.

  • Crie um mapa ampliado para cada um desses espaços (ao todo você deverá entregar 3 mapas nessa atividade).
  • Com esses mapas ampliados você poderá acrescentar detalhes como caminhos, vegetação, rios, relevo, vilas, monumentos, templos, lugares importantes e suas características…
  • Esses mapas devem ter: título, legenda, rosa dos ventos e fonte. Caprichem nas cores, contornos e pintura dos seus mapas! Na sala de Geografia, encontre o PPT apresentado na aula com as informações para o cálculo da escala do mapa geral.

 

8. O infinito do seu mundo (Sala de Projetos)

Depois da aula especial com Mauro e Caio, em que vocês pensaram no céu, no infinito ou no “muito longe” dos seus mundos, ficam as seguintes encomendas:

Vocês farão duas páginas das suas pastas.

Página 1: Um desenho muito lindo do céu, ou do infinito do seu mundo.

Usem lápis de cor, giz, tinta, colagens e o que mais acharem que vai ajudar a ficar MUITO LINDO. Desenhem as partes desse céu ou desse infinito.

Que formas estão lá? Os seres imaginam desenhos no céu? Os desenhos representam heróis, deuses, alimentos, animais, plantas?

Página 2: Um texto no estilo da sua pasta, pensando nas margens da página, iluminuras e com a letra muito caprichada respondendo às seguintes perguntas:

1) Como é o infinito, céu ou o “muito longe” no seu mundo?

2) Por que ele é assim?

3) Como esse infinito se relaciona com seu mito de origem?

O texto não é pra ser um questionário. É para ser um texto só que consegue contar as respostas dessas três perguntas misturadas com o que mais vocês acharem que vale a pena contar. Postem fotos das páginas.

Se quiserem, leiam o mito da Flor da Noite para se inspirarem ( na atividade da sala de aula).

 

9. Paisagem (Sala de Artes Visuais)

Desenhe uma paisagem do universo criado para a sua Pasta Vermelha.

1. Escolha algum lugar dentro desse universo e procure desenhá-lo colocando o máximo de detalhes que conseguir. Imagine-se como um observador dessa paisagem, pense onde você estará posicionado em relação a ela, seja avistando-a de cima, do mesmo ângulo, ou de baixo. Faça um desenho em que aparece a ideia dos vários planos que a compõem, um plano mais próximo ao observador (você) e outros mais distantes. Procure desenhar um enquadramento bem aberto, para que você consiga trazer mais elementos para a sua composição.

2. Para finalizar este trabalho você poderá usar os materiais fornecidos pela escola no seu kit de artes. A aquarela pode ser uma boa opção para pintar o seu desenho, mas se preferir também pode usar outros materiais.

3. Se optar por pintar em aquarela, assista aos vídeos abaixo para conhecer melhor a técnica e te ajudar a usar o material.

https://www.youtube.com/watch?v=iXD2w2-iUtQ

https://www.youtube.com/watch?v=SQW3Aj0S_7s&feature=emb_logo

4. Ao final, fotografe seu trabalho e entregue na sala de aula.

 

10. Paisagem com seres ( Sala de Artes Visuais)

Agora nos dedicaremos a uma segunda produção de Artes para a Pasta Vermelha. Conforme conversamos em aula, esse próximo trabalho será a criação de uma paisagem com a presença de algum ou alguns dos seres criados por vocês.

Seu ser deve aparecer de forma bem perceptível no ambiente, procure retratá-lo com riqueza de detalhes. Para elaboras esse trabalho, você deverá usar diferentes técnicas como por exemplo a colagem de papéis coloridos, além do desenho e da pintura, atendendo o conceito de técnica mista, ou seja, mais do que uma técnica em um mesmo suporte (papel). Procure explorar os materiais que vieram no seu kit de Artes.

Lembre-se de que tanto para sua Paisagem, quanto para o trabalho Paisagem com seres é preciso ter boa solução de acabamento, ou seja, serem desenhos bem elaborados, com a noção de vários planos e finalizado com técnicas de pintura, além de ter uma boa definição dos contornos.

Ao final do seu trabalho, fotografe sua produção e suba sua foto na sala de aula.

10. Um monumento para seu mundo (Sala de Projetos)

1. Depois de refletir sobre o papel dos Monumentos como objetos de memória, você irá se colocar na tarefa de pensar um monumento para os seres do mundo criado em sua Pasta Vermelha. Você escreverá uma carta para convencer as autoridades desse lugar a realizar sua ideia de monumento. Para isso, seu texto deve responder às seguintes perguntas:

a. Qual é o fato ou personagem a ser homenageado?

b. Por que este fato ou personagem merece ser homenageado?

c. Onde ficará essa homenagem?

d. Que artistas foram chamados para pensar e executar a homenagem (pensando que se trata de um trabalho artístico também)?

e. Que símbolos ele deve ter?

h. Dê um nome para seu monumento.

Não se esqueça de começar sua carta com um cabeçalho com a data e local de onde você está escrevendo (planeta tal, na data que faça sentido para você aí); e o destinatário dessa carta. Lembre-se também que o destinatário será a pessoa ou o grupo de pessoas que irá decidir se aceita ou não receber esse monumento.

2. Com a carta que justifica sua ideia de monumento, vocês irão produzir um modelo pra sua ideia. Esse modelo será feito em argila tentando representar num objeto tridimensional sua ideia elaborada anteriormente. Este modelo pode também ter um desenho, como um plano, que ajude você a produzir essa escultura de argila.

Prazo para postar foto da carta que justifica seu monumento e o modelo do monumento: 10/11

OBS: a produção do seu modelo em argila será orientada também pela professora Ana Luiza, de Artes.

 

11. Porta Vermelha ( Sala de Música)

A proposta ainda não foi lançada, mas estejam atentos!

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2022

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2022