Chamada Geral 2019 – 2ª Série

14/11/2019

Data: 19/11/2019, terça-feira

Horário: 19h às 21h

Participantes: Alunos, pais e convidados

Local: Salas de aula no 2º andar

“O que se produz em Cubatão?”
Apresentação de ensaios desenvolvidos pelos alunos

A partir de diversas metodologias de pesquisa, como entrevistas, observação da paisagem e análise de discursos, os alunos da 2ª série buscam um aprofundamento no trabalho conceitual desenvolvido nas diversas disciplinas durante o ano. O estudo da região de Cubatão passa pela caracterização do modelo de desenvolvimento que levou à construção do polo industrial e o mantém, de suas consequências socioambientais, das diferentes leituras e respostas dos setores e segmentos sociais envolvidos, da realidade das mudanças tecnológicas nos processos produtivos, da empregabilidade e condições de trabalho, dos desafios quanto à situação energética e ambiental.

Para responder à questão “O que se produz em Cubatão?”, em 2019 alunos e professores visitaram a Unipar Carbocloro, a Yara Brasil Fertilizantes, a usina Henry Borden e o Parque Cotia Pará; conversaram com trabalhadores, sindicalistas, com técnica da CETESB, com o especialista em contaminação do meio ambiente, assessor na Ecel Ambiental, Élio Lopes; entrevistaram lideranças comunitárias e moradores da Cota 200 e Ilha Caraguatá, alunos da ETEC e da ETMDIRS e representantes da ACPO – Associação de Combate aos Poluentes Orgânicos Persistentes. Houve ainda um encontro com o Dr. Luiz Alberto Amador Pereira, médico estudioso das questões de ambiente e saúde da Baixada Santista. É significativa neste trabalho a percepção de nossos alunos de como eles também fazem parte dessa realidade e que ela se faz presente em cada uma das suas escolhas.

De volta à sala de aula, com a mediação de conceitos nucleadores das disciplinas envolvidas no projeto, os alunos fazem diferentes recortes do que foi estudado e desenvolvem um ensaio individual criando respostas para a questão. Parte dos trabalhos  será apresentada e discutida por alunos e educadores da série, pais e convidados, a partir das diversas temáticas abordadas.

Professores responsáveis:  Antônio Carlos de Carvalho (Geografia), Cecília Bergamin (Redação), Eliane Yambanis (História do Brasil), Helika Amemiya Chikuchi (Biologia), João Gabriel Priolli (História), Lizânias de Souza Lima (História Geral), Marlito de Sousa Lima (Filosofia),  Roosevelt Kiyohisa Fujikawa (Química), Graça Maria Marino Totaro (Orientação Pedagógica e Educacional).

 

“Deslocar-se em São Paulo: possibilidades e experiências de representação na metrópole”
Apresentação de documentários

Os alunos da 2ª série elaboraram documentários sobre a cidade, como produto final do projeto interdisciplinar “Deslocar-se em São Paulo: possibilidades de experiência e representação na metrópole”. Estes documentários foram estruturados com base nos registros – textos, fotos, filmagens, gravações sonoras ou de entrevistas – feitos pelos alunos em trajetos particulares imaginados por eles a partir dos trajetos-matrizes propostos pelo grupo de educadores. A forma das apresentações, que associa leitura de textos, sons e imagens, em movimento ou estáticas, permite que tais registros condensem percepções e referências teóricas e históricas relativas aos lugares pelos quais passaram em cada trajeto.

Professor responsável: Gilberto Mariotti (Artes).

Chamada Geral 2019 – 2ª Série

14/11/2019

Data: 19/11/2019, terça-feira

Horário: 19h às 21h

Participantes: Alunos, pais e convidados

Local: Salas de aula no 2º andar

“O que se produz em Cubatão?”
Apresentação de ensaios desenvolvidos pelos alunos

A partir de diversas metodologias de pesquisa, como entrevistas, observação da paisagem e análise de discursos, os alunos da 2ª série buscam um aprofundamento no trabalho conceitual desenvolvido nas diversas disciplinas durante o ano. O estudo da região de Cubatão passa pela caracterização do modelo de desenvolvimento que levou à construção do polo industrial e o mantém, de suas consequências socioambientais, das diferentes leituras e respostas dos setores e segmentos sociais envolvidos, da realidade das mudanças tecnológicas nos processos produtivos, da empregabilidade e condições de trabalho, dos desafios quanto à situação energética e ambiental.

Para responder à questão “O que se produz em Cubatão?”, em 2019 alunos e professores visitaram a Unipar Carbocloro, a Yara Brasil Fertilizantes, a usina Henry Borden e o Parque Cotia Pará; conversaram com trabalhadores, sindicalistas, com técnica da CETESB, com o especialista em contaminação do meio ambiente, assessor na Ecel Ambiental, Élio Lopes; entrevistaram lideranças comunitárias e moradores da Cota 200 e Ilha Caraguatá, alunos da ETEC e da ETMDIRS e representantes da ACPO – Associação de Combate aos Poluentes Orgânicos Persistentes. Houve ainda um encontro com o Dr. Luiz Alberto Amador Pereira, médico estudioso das questões de ambiente e saúde da Baixada Santista. É significativa neste trabalho a percepção de nossos alunos de como eles também fazem parte dessa realidade e que ela se faz presente em cada uma das suas escolhas.

De volta à sala de aula, com a mediação de conceitos nucleadores das disciplinas envolvidas no projeto, os alunos fazem diferentes recortes do que foi estudado e desenvolvem um ensaio individual criando respostas para a questão. Parte dos trabalhos  será apresentada e discutida por alunos e educadores da série, pais e convidados, a partir das diversas temáticas abordadas.

Professores responsáveis:  Antônio Carlos de Carvalho (Geografia), Cecília Bergamin (Redação), Eliane Yambanis (História do Brasil), Helika Amemiya Chikuchi (Biologia), João Gabriel Priolli (História), Lizânias de Souza Lima (História Geral), Marlito de Sousa Lima (Filosofia),  Roosevelt Kiyohisa Fujikawa (Química), Graça Maria Marino Totaro (Orientação Pedagógica e Educacional).

 

“Deslocar-se em São Paulo: possibilidades e experiências de representação na metrópole”
Apresentação de documentários

Os alunos da 2ª série elaboraram documentários sobre a cidade, como produto final do projeto interdisciplinar “Deslocar-se em São Paulo: possibilidades de experiência e representação na metrópole”. Estes documentários foram estruturados com base nos registros – textos, fotos, filmagens, gravações sonoras ou de entrevistas – feitos pelos alunos em trajetos particulares imaginados por eles a partir dos trajetos-matrizes propostos pelo grupo de educadores. A forma das apresentações, que associa leitura de textos, sons e imagens, em movimento ou estáticas, permite que tais registros condensem percepções e referências teóricas e históricas relativas aos lugares pelos quais passaram em cada trajeto.

Professor responsável: Gilberto Mariotti (Artes).

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021