Febre amarela

08/02/2018

Aos pais,

Temos acompanhado as notícias e conversado com profissionais da nossa confiança que atuam na área de saúde pública sobre a febre amarela e consideramos importante partilhar algumas informações.

Embora as notícias preocupem e sejam por vezes alarmantes, não há, até o momento, indício de febre amarela urbana, ou seja, todas as pessoas que contraíram a doença até o momento estiveram em áreas rurais.

A recomendação do Ministério e das Secretarias Estadual e Municipal da Saúde é que as pessoas que estão e vão permanecer na região urbana aguardem a distribuição de senhas em sua região para receberem a dose fracionada da vacina, que provê imunidade por pelo menos 8 anos. A utilização da dose fracionada é uma estratégia de prevenção para áreas onde não há surto, ou seja, tem como objetivo impedir a entrada da doença na cidade.

Como nos demais anos, temos algumas atividades fora da cidade programadas para este semestre. Fomos orientados a verificar se a vacina está recomendada nos locais de destino e, nesse caso, transmitir a recomendação para que os alunos e professores participantes sejam vacinados. Nestes casos, cada pessoa que vai viajar pode se dirigir à Unidade Básica de Saúde (UBS)1 mais próxima da sua residência que está aplicando a vacina exclusivamente para quem vai viajar. A informação que tivemos é que essas “Unidades Exclusivas para viajantes dentro do Território Nacional” estão distribuindo 500 senhas por dia, em campanha que está acontecendo de 29/01 a 24/02/2018. Não localizamos, até o momento em que redigimos esta carta, vacina disponível na rede privada.

Segue uma lista das viagens previstas para o 1º semestre e a situação atual dos destinos.

 

Séries envolvidas

Data

Atividade

Local de destino

Recomendação de vacina
neste momento

1ª série E. Médio 2

02/03

Trabalho em campo

Bairros: Colônia e Vargem Grande

Sim

1º a 5º ano EF I

21 a 23/3

Acampamento: República Lago

Leme

Não

6º e 7º ano

21 a 23/3

Acampamento: Rancho Ranieri

São Lourenço da Serra

Sim

8º e 9º ano

04 a 06/4

6º ano

28 a 30/5

Trabalho em campo

Santos

Não

7º ano

11 a 13/6

 

Todas as famílias que optarem pela vacinação devem considerar que a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da atividade, tempo previsto para a aquisição de imunidade.

Destacamos que os alunos com saída prevista para Leme e Santos não precisam estar vacinados para realizar a viagem e podem aguardar a distribuição de senhas para vacinação em seu bairro.

Sugerimos que as famílias dos alunos que participarão das atividades no Rancho Ranieri considerem, seguindo a orientação de médicos de sua confiança, a recomendação de vacinação em caso de viagem a São Lourenço da Serra.

Caso haja interesse em vacinar o aluno, podemos providenciar uma carta-ofício para cada aluno, que pode ser solicitada diretamente na Secretaria da escola quando a família fizer essa opção, informando data e local da viagem programada, para ser apresentada nas UBSs que estão vacinando viajantes. Especialmente para a 1ª série do Ensino Médio, essa carta será preparada e entregue a cada aluno até a próxima sexta-feira, visando a contribuir com quem optar pela vacinação, dada a proximidade do trabalho em campo.

Antes da nossa ida ao Rancho Ranieri, pediremos aos pais que nos informem se os alunos estão ou não vacinados, para que possamos considerar esse dado na eventualidade de alguma ocorrência de saúde, e que nos informem estar cientes da recomendação de vacinação na região de destino.

Tivemos a orientação de que cuidados fundamentais com quem não está vacinado são o uso de repelente com icaridina sobre o protetor solar ou diretamente sobre a pele, em lugar do uso de protetor com repelente ou outros tipos de repelente, e a restrição ao uso de salicilatos, como AAS e Aspirina, em caso de febre, mas sugerimos que as famílias conversem a respeito e sigam a orientação de pediatras e médicos de confiança.

Segue link para documento com informações básicas sobre a febre amarela do CVE – Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac” e Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.

 

Febre Amarela – perguntas e respostas

 

Ficaremos atentos e informaremos a todos caso haja alteração nessas recomendações.

Atenciosamente,

 

Coordenação do Colégio Equipe

 

 

1 Para busca de unidades de saúde acessar http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br Maiores informações http://www.saude.sp.gov.br/cve-centro-de-vigilancia-epidemiologica-prof.-alexandre-vranjac/homepage/acesso-rapido/viajantes.

2 A 1ª série do E. Médio também realizará, no início do 2º semestre, trabalho em campo em região para qual há recomendação de vacinação desde 2008.

 

Febre amarela

08/02/2018

Aos pais,

Temos acompanhado as notícias e conversado com profissionais da nossa confiança que atuam na área de saúde pública sobre a febre amarela e consideramos importante partilhar algumas informações.

Embora as notícias preocupem e sejam por vezes alarmantes, não há, até o momento, indício de febre amarela urbana, ou seja, todas as pessoas que contraíram a doença até o momento estiveram em áreas rurais.

A recomendação do Ministério e das Secretarias Estadual e Municipal da Saúde é que as pessoas que estão e vão permanecer na região urbana aguardem a distribuição de senhas em sua região para receberem a dose fracionada da vacina, que provê imunidade por pelo menos 8 anos. A utilização da dose fracionada é uma estratégia de prevenção para áreas onde não há surto, ou seja, tem como objetivo impedir a entrada da doença na cidade.

Como nos demais anos, temos algumas atividades fora da cidade programadas para este semestre. Fomos orientados a verificar se a vacina está recomendada nos locais de destino e, nesse caso, transmitir a recomendação para que os alunos e professores participantes sejam vacinados. Nestes casos, cada pessoa que vai viajar pode se dirigir à Unidade Básica de Saúde (UBS)1 mais próxima da sua residência que está aplicando a vacina exclusivamente para quem vai viajar. A informação que tivemos é que essas “Unidades Exclusivas para viajantes dentro do Território Nacional” estão distribuindo 500 senhas por dia, em campanha que está acontecendo de 29/01 a 24/02/2018. Não localizamos, até o momento em que redigimos esta carta, vacina disponível na rede privada.

Segue uma lista das viagens previstas para o 1º semestre e a situação atual dos destinos.

 

Séries envolvidas

Data

Atividade

Local de destino

Recomendação de vacina
neste momento

1ª série E. Médio 2

02/03

Trabalho em campo

Bairros: Colônia e Vargem Grande

Sim

1º a 5º ano EF I

21 a 23/3

Acampamento: República Lago

Leme

Não

6º e 7º ano

21 a 23/3

Acampamento: Rancho Ranieri

São Lourenço da Serra

Sim

8º e 9º ano

04 a 06/4

6º ano

28 a 30/5

Trabalho em campo

Santos

Não

7º ano

11 a 13/6

 

Todas as famílias que optarem pela vacinação devem considerar que a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da atividade, tempo previsto para a aquisição de imunidade.

Destacamos que os alunos com saída prevista para Leme e Santos não precisam estar vacinados para realizar a viagem e podem aguardar a distribuição de senhas para vacinação em seu bairro.

Sugerimos que as famílias dos alunos que participarão das atividades no Rancho Ranieri considerem, seguindo a orientação de médicos de sua confiança, a recomendação de vacinação em caso de viagem a São Lourenço da Serra.

Caso haja interesse em vacinar o aluno, podemos providenciar uma carta-ofício para cada aluno, que pode ser solicitada diretamente na Secretaria da escola quando a família fizer essa opção, informando data e local da viagem programada, para ser apresentada nas UBSs que estão vacinando viajantes. Especialmente para a 1ª série do Ensino Médio, essa carta será preparada e entregue a cada aluno até a próxima sexta-feira, visando a contribuir com quem optar pela vacinação, dada a proximidade do trabalho em campo.

Antes da nossa ida ao Rancho Ranieri, pediremos aos pais que nos informem se os alunos estão ou não vacinados, para que possamos considerar esse dado na eventualidade de alguma ocorrência de saúde, e que nos informem estar cientes da recomendação de vacinação na região de destino.

Tivemos a orientação de que cuidados fundamentais com quem não está vacinado são o uso de repelente com icaridina sobre o protetor solar ou diretamente sobre a pele, em lugar do uso de protetor com repelente ou outros tipos de repelente, e a restrição ao uso de salicilatos, como AAS e Aspirina, em caso de febre, mas sugerimos que as famílias conversem a respeito e sigam a orientação de pediatras e médicos de confiança.

Segue link para documento com informações básicas sobre a febre amarela do CVE – Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac” e Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.

 

Febre Amarela – perguntas e respostas

 

Ficaremos atentos e informaremos a todos caso haja alteração nessas recomendações.

Atenciosamente,

 

Coordenação do Colégio Equipe

 

 

1 Para busca de unidades de saúde acessar http://buscasaude.prefeitura.sp.gov.br Maiores informações http://www.saude.sp.gov.br/cve-centro-de-vigilancia-epidemiologica-prof.-alexandre-vranjac/homepage/acesso-rapido/viajantes.

2 A 1ª série do E. Médio também realizará, no início do 2º semestre, trabalho em campo em região para qual há recomendação de vacinação desde 2008.

 

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021