EM – Sessão Cineclube Maio

08/05/2018

Versão pdf

Boleiros: Era uma vez o futebol

Vivendo e pensando o futebol no Brasil, no cinema, no mundo

Em seu livro sobre futebol do Brasil, Veneno Remédio1, José Miguel Wisnik, importante escritor brasileiro e pai de ex-alunos do colégio Equipe, comenta que, embora muitos de nós vivamos intensamente o futebol, ao mesmo tempo resistimos a “admiti-lo na ordem do seu pensamento”. Para ilustrar esse desencontro, Wisnik relembra um fato da história de nosso futebol – “que o filme O ano em que meus pais saíram de férias incorporou a seu modo”. O autor nos conta que muitos dos que se decidiram a torcer pela Tchecoslováquia contra o Brasil, na primeira partida da Copa de 1970, por identificarem a seleção com a ditadura militar, viraram do avesso a decisão inicial assim que a partida esquentou: a verdade é que, apesar das boas razões políticas que os guiavam, o tempo do jogo os devolvia a um lugar em que o time de futebol, contra aquilo que pensavam, não se confundia com o regime, mas se mostrava ligado a eles mesmos através de uma identificação inesperada e mais profunda.

A poucas semanas de mais uma Copa do Mundo e em tempos de intensa crise política no Brasil, convidamos a todos para mais uma sessão do Cineclube do Equipe para juntos assistirmos e conversarmos sobre o filme Boleiros: Era uma vez o futebol, do diretor e cronista brasileiro Ugo Giorgetti. Segundo o jornalista e crítico e cinema Inácio Araújo, em resenha para a Folha de S.Paulo, Boleiros apresenta-se como um “drama do tempo” que recorre às memórias de seus personagens para construir uma “articulação entre o explícito e o implícito, o evidente e o secreto que faz surgir a beleza melancólica, e por vezes muito forte, desta quase comédia2“.

A sessão ocorrerá na próxima sexta-feira, dia 11 de maio, às 18h30. Após o filme, abriremos uma roda de conversa. A atividade se encerrará às 21h45.

Contamos com a presença de todos!

Para saber mais:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1997/2/27/ilustrada/25.html

 

1 WISNIK, José Miguel. Veneno Remédio – o futebol e o Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 2008. ISBN: 978-85-7979-060-7

2 BOLEIROS – Era uma Vez o Futebol. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra67311/boleiros-era-uma-vez-o-futebol>. Acesso em: 08 de Mai. 2018. Verbete da Enciclopédia.

 

 

EM – Sessão Cineclube Maio

08/05/2018

Versão pdf

Boleiros: Era uma vez o futebol

Vivendo e pensando o futebol no Brasil, no cinema, no mundo

Em seu livro sobre futebol do Brasil, Veneno Remédio1, José Miguel Wisnik, importante escritor brasileiro e pai de ex-alunos do colégio Equipe, comenta que, embora muitos de nós vivamos intensamente o futebol, ao mesmo tempo resistimos a “admiti-lo na ordem do seu pensamento”. Para ilustrar esse desencontro, Wisnik relembra um fato da história de nosso futebol – “que o filme O ano em que meus pais saíram de férias incorporou a seu modo”. O autor nos conta que muitos dos que se decidiram a torcer pela Tchecoslováquia contra o Brasil, na primeira partida da Copa de 1970, por identificarem a seleção com a ditadura militar, viraram do avesso a decisão inicial assim que a partida esquentou: a verdade é que, apesar das boas razões políticas que os guiavam, o tempo do jogo os devolvia a um lugar em que o time de futebol, contra aquilo que pensavam, não se confundia com o regime, mas se mostrava ligado a eles mesmos através de uma identificação inesperada e mais profunda.

A poucas semanas de mais uma Copa do Mundo e em tempos de intensa crise política no Brasil, convidamos a todos para mais uma sessão do Cineclube do Equipe para juntos assistirmos e conversarmos sobre o filme Boleiros: Era uma vez o futebol, do diretor e cronista brasileiro Ugo Giorgetti. Segundo o jornalista e crítico e cinema Inácio Araújo, em resenha para a Folha de S.Paulo, Boleiros apresenta-se como um “drama do tempo” que recorre às memórias de seus personagens para construir uma “articulação entre o explícito e o implícito, o evidente e o secreto que faz surgir a beleza melancólica, e por vezes muito forte, desta quase comédia2“.

A sessão ocorrerá na próxima sexta-feira, dia 11 de maio, às 18h30. Após o filme, abriremos uma roda de conversa. A atividade se encerrará às 21h45.

Contamos com a presença de todos!

Para saber mais:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1997/2/27/ilustrada/25.html

 

1 WISNIK, José Miguel. Veneno Remédio – o futebol e o Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 2008. ISBN: 978-85-7979-060-7

2 BOLEIROS – Era uma Vez o Futebol. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/obra67311/boleiros-era-uma-vez-o-futebol>. Acesso em: 08 de Mai. 2018. Verbete da Enciclopédia.

 

 

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021