EI – GI e 1° Ano – Circular da Orientação – início de GI e 1º ano 2018

16/02/2018

Aos pais dos alunos de GI e 1º ano,

O início do ano é sempre um momento de adaptações. Para as crianças que já estudavam conosco, é marcado pelo reencontro com os antigos colegas e com as professoras e pelo desejo de resgatar as brincadeiras conhecidas, e são convidadas também a conhecer e acolher aqueles que chegam pela primeira vez à escola. Para os novos integrantes, tudo é novo e precisa ser conhecido, enquanto novos vínculos são constituídos.

Para nós, o período de adaptação não termina quando as crianças conseguem se despedir e permanecer conosco na escola, mas segue como um processo no qual cuidamos de cada criança, respeitando seu tempo e ritmo para que possa, aos poucos, sentir-se segura para conviver e aprender, conquistando assim um lugar no grupo que lhe garanta uma boa continuidade no seu percurso escolar. Ter o sentimento de pertencer a um grupo vai favorecer que, gradativamente, se disponha a construir conhecimentos em conjunto, expondo seu pensamento, ouvindo o dos demais, contribuindo e aceitando contribuições à formulação e reformulação de perguntas e ideias.

Neste período, é importante a parceria da família no sentido de compartilhar conosco qualquer questão que cause preocupação, com relação à convivência da criança no espaço escolar ou a aspectos observados em casa que possam indicar alguma dificuldade relacionada à adaptação à escola.

 

Inserção social para o aprendizado

Propiciar a interação e a colaboração entre crianças de diferentes idades é um valor que perpassa muitas de nossas escolhas e propostas de aprendizado ao longo de toda a escolaridade. As crianças do GI e do 1º ano realizam atividades curriculares em comum com as mais novas e mais velhas em função de objetivos específicos de aprendizado.

No Grupo Interidades, muitas crianças entram novinhas, são acolhidas e vêm a acolher as mais novas nos anos seguintes. A partir do 1º ano, observamos que muitas já incorporaram essa postura e auxiliam as demais a desenvolvê-la.

É comum planejarmos, durante todo o ano, atividades de brincadeira, artes, jogos, contação de histórias, lanche, parque, entre outras, que integram crianças do Grupo Interidades e do 1º ano.

A partir do 2º semestre, o 1º ano faz também atividades de Matemática (jogos e cálculos diversos) e de Português (leitura e escrita) em integração com o grupo do 2º ano.

 

Reuniões de Pais e Eventos

As Reuniões de Pais são encontros nos quais poderemos elucidar a nossa proposta educacional, a avaliação dos principais aprendizados propostos e realizados ao longo de cada período escolar, os desafios planejados para a continuidade do processo de aprendizagem do grupo e os principais aspectos da vida escolar dos alunos e da dinâmica da classe, incluindo as intervenções realizadas, as conquistas e necessidades do grupo.

Além das reuniões, alguns eventos previstos em calendário contribuem para a integração da comunidade da escola e para que os pais se aproximem dos aprendizados e produções de seus filhos.

 

Data Grupo Evento Objetivo Principal
05/05 GI a 5º ano Passeio Ciclístico Convivência entre alunos, pais e educadores
09/06 GI a 9º ano Mostra Literária Exposição de trabalhos de produção de texto, troca de experiências de aprendizado e valorização das práticas de leitura e escrita
23/06 GI a 9º ano Festa Junina Confraternização e apresentação de danças típicas e regionais
28/09 GI a 9º ano Encerramento da Olimpíada – Tarde Ritual de encerramento e premiação de atividade de integração, que promove cooperação e perseverança por meio de atividades lúdicas e esportivas
GI a 5º ano Encerramento da Olimpíada – Manhã
10/11 GI a 9º ano Escola, Arte e Cultura Exposição de trabalhos e apresentações de Música do 1º ano
07/12 GI a 5º ano Roda de Capoeira Confraternização entre alunos de diferentes grupos

 

Conversas com a Orientação

Nosso compromisso é partilhar com clareza a nossa avaliação do que ocorre na vida escolar dos alunos, as nossas intervenções e possíveis preocupações, de forma que entraremos em contato quando tivermos informações a partilhar ou mesmo solicitar.

Nossa expectativa é de que os pais entrem em contato conosco se quiserem saber mais sobre algum aspecto da vida escolar de seus filhos ou para nos contar sobre o que os alunos estão vivendo na escola, seja quando algo preocupa, seja para o aprimoramento de nossa observação, compreensão e intervenção em diversos aspectos.

Conversas por telefone ou em entrevistas agendadas são mais indicadas quando é importante preservar os alunos de nossas preocupações, enquanto estamos em processo de compreensão das questões envolvidas.

Aspectos que costumam motivar conversas são as dúvidas quanto à necessidade de acolher as dificuldades de um aluno ou aumentar, conjuntamente, pais e escola, nossa expectativa e exigência; as dúvidas relativas à necessidade de acompanhamento ou auxílio nas tarefas escolares e na organização para sua realização e entrega, ou uma maior exigência de autonomia; a necessidade de intervenções diante de dificuldades de contenção de impulsos (agressividade física e verbal) ou de movimentos de exclusão.

 

Relatórios

A cada semestre, comunicaremos nossa avaliação do processo de aprendizagem de cada aluno às famílias. Enquanto o relatório geral busca comunicar os desafios de aprendizagem propostos e o processo coletivo, os individuais registram como cada criança se apresenta e interage no grupo, nas brincadeiras, socializações e situações de conflito, assim como as nossas intervenções, ou seja, nossas formas de acompanhá-las em seu vínculo conosco e com o grupo, e diante dos desafios de aprendizagem. Partilhar esses aspectos com as famílias nos permite olhar junto para o processo escolar de cada criança.

 

Participação dos pais no aprendizado

As crianças trazem muito do que aprendem com os pais e nas situações extraescolares para partilhar com o grupo, e vão levar para casa também lições ou pedidos de material de pesquisa que permitirão que partilhem em casa um pouco de seus desafios e percursos na escola.

Aproveitamos para enfatizar que a leitura diária de livros infantis e as brincadeiras e jogos com números são atividades sempre apreciadas pelas crianças em casa e que muito contribuem para o seu interesse pelo universo da literatura, pela leitura e escrita, e para o seu conhecimento e domínio do sistema numérico.

Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos,

 

Luciana Gamero
Orientação Pedagógica e Educacional

Adriana Mangabeira
Coordenação de EI e EF I

 

 

EI – GI e 1° Ano – Circular da Orientação – início de GI e 1º ano 2018

16/02/2018

Aos pais dos alunos de GI e 1º ano,

O início do ano é sempre um momento de adaptações. Para as crianças que já estudavam conosco, é marcado pelo reencontro com os antigos colegas e com as professoras e pelo desejo de resgatar as brincadeiras conhecidas, e são convidadas também a conhecer e acolher aqueles que chegam pela primeira vez à escola. Para os novos integrantes, tudo é novo e precisa ser conhecido, enquanto novos vínculos são constituídos.

Para nós, o período de adaptação não termina quando as crianças conseguem se despedir e permanecer conosco na escola, mas segue como um processo no qual cuidamos de cada criança, respeitando seu tempo e ritmo para que possa, aos poucos, sentir-se segura para conviver e aprender, conquistando assim um lugar no grupo que lhe garanta uma boa continuidade no seu percurso escolar. Ter o sentimento de pertencer a um grupo vai favorecer que, gradativamente, se disponha a construir conhecimentos em conjunto, expondo seu pensamento, ouvindo o dos demais, contribuindo e aceitando contribuições à formulação e reformulação de perguntas e ideias.

Neste período, é importante a parceria da família no sentido de compartilhar conosco qualquer questão que cause preocupação, com relação à convivência da criança no espaço escolar ou a aspectos observados em casa que possam indicar alguma dificuldade relacionada à adaptação à escola.

 

Inserção social para o aprendizado

Propiciar a interação e a colaboração entre crianças de diferentes idades é um valor que perpassa muitas de nossas escolhas e propostas de aprendizado ao longo de toda a escolaridade. As crianças do GI e do 1º ano realizam atividades curriculares em comum com as mais novas e mais velhas em função de objetivos específicos de aprendizado.

No Grupo Interidades, muitas crianças entram novinhas, são acolhidas e vêm a acolher as mais novas nos anos seguintes. A partir do 1º ano, observamos que muitas já incorporaram essa postura e auxiliam as demais a desenvolvê-la.

É comum planejarmos, durante todo o ano, atividades de brincadeira, artes, jogos, contação de histórias, lanche, parque, entre outras, que integram crianças do Grupo Interidades e do 1º ano.

A partir do 2º semestre, o 1º ano faz também atividades de Matemática (jogos e cálculos diversos) e de Português (leitura e escrita) em integração com o grupo do 2º ano.

 

Reuniões de Pais e Eventos

As Reuniões de Pais são encontros nos quais poderemos elucidar a nossa proposta educacional, a avaliação dos principais aprendizados propostos e realizados ao longo de cada período escolar, os desafios planejados para a continuidade do processo de aprendizagem do grupo e os principais aspectos da vida escolar dos alunos e da dinâmica da classe, incluindo as intervenções realizadas, as conquistas e necessidades do grupo.

Além das reuniões, alguns eventos previstos em calendário contribuem para a integração da comunidade da escola e para que os pais se aproximem dos aprendizados e produções de seus filhos.

 

Data Grupo Evento Objetivo Principal
05/05 GI a 5º ano Passeio Ciclístico Convivência entre alunos, pais e educadores
09/06 GI a 9º ano Mostra Literária Exposição de trabalhos de produção de texto, troca de experiências de aprendizado e valorização das práticas de leitura e escrita
23/06 GI a 9º ano Festa Junina Confraternização e apresentação de danças típicas e regionais
28/09 GI a 9º ano Encerramento da Olimpíada – Tarde Ritual de encerramento e premiação de atividade de integração, que promove cooperação e perseverança por meio de atividades lúdicas e esportivas
GI a 5º ano Encerramento da Olimpíada – Manhã
10/11 GI a 9º ano Escola, Arte e Cultura Exposição de trabalhos e apresentações de Música do 1º ano
07/12 GI a 5º ano Roda de Capoeira Confraternização entre alunos de diferentes grupos

 

Conversas com a Orientação

Nosso compromisso é partilhar com clareza a nossa avaliação do que ocorre na vida escolar dos alunos, as nossas intervenções e possíveis preocupações, de forma que entraremos em contato quando tivermos informações a partilhar ou mesmo solicitar.

Nossa expectativa é de que os pais entrem em contato conosco se quiserem saber mais sobre algum aspecto da vida escolar de seus filhos ou para nos contar sobre o que os alunos estão vivendo na escola, seja quando algo preocupa, seja para o aprimoramento de nossa observação, compreensão e intervenção em diversos aspectos.

Conversas por telefone ou em entrevistas agendadas são mais indicadas quando é importante preservar os alunos de nossas preocupações, enquanto estamos em processo de compreensão das questões envolvidas.

Aspectos que costumam motivar conversas são as dúvidas quanto à necessidade de acolher as dificuldades de um aluno ou aumentar, conjuntamente, pais e escola, nossa expectativa e exigência; as dúvidas relativas à necessidade de acompanhamento ou auxílio nas tarefas escolares e na organização para sua realização e entrega, ou uma maior exigência de autonomia; a necessidade de intervenções diante de dificuldades de contenção de impulsos (agressividade física e verbal) ou de movimentos de exclusão.

 

Relatórios

A cada semestre, comunicaremos nossa avaliação do processo de aprendizagem de cada aluno às famílias. Enquanto o relatório geral busca comunicar os desafios de aprendizagem propostos e o processo coletivo, os individuais registram como cada criança se apresenta e interage no grupo, nas brincadeiras, socializações e situações de conflito, assim como as nossas intervenções, ou seja, nossas formas de acompanhá-las em seu vínculo conosco e com o grupo, e diante dos desafios de aprendizagem. Partilhar esses aspectos com as famílias nos permite olhar junto para o processo escolar de cada criança.

 

Participação dos pais no aprendizado

As crianças trazem muito do que aprendem com os pais e nas situações extraescolares para partilhar com o grupo, e vão levar para casa também lições ou pedidos de material de pesquisa que permitirão que partilhem em casa um pouco de seus desafios e percursos na escola.

Aproveitamos para enfatizar que a leitura diária de livros infantis e as brincadeiras e jogos com números são atividades sempre apreciadas pelas crianças em casa e que muito contribuem para o seu interesse pelo universo da literatura, pela leitura e escrita, e para o seu conhecimento e domínio do sistema numérico.

Estamos à disposição para quaisquer esclarecimentos,

 

Luciana Gamero
Orientação Pedagógica e Educacional

Adriana Mangabeira
Coordenação de EI e EF I

 

 

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021

Rua São Vicente de Paulo, 374
Higienópolis, São Paulo - SP

(11) 3662 - 6500

(11) 3579 - 9150

(11) 97374 – 8388

equipe@colegioequipe.g12.br

© Colégio Equipe - 2021